10 julho 2009

Vírgula - Concurso

vírgula
Para Concurso é fundamental (quando falamos em pontuação) estudar o emprego da vírgula.
Além das regras gramaticais e sintáticas, há cobrança quanto à mudança de significado que a vírgula pode trazer por ter sido posta em lugar errado. Este assunto é bastante explorado pelas bancas ESAF, CESPE, FCC e outras.
Neste artigo, tratarei dos principais casos de emprego da vírgula quanto à sintaxe, se você está chegando agora e não conhece os artigos que falam sobre o valor semântico da vírgula, sugiro as leituras abaixo:

1. Pontuação
2. A vírgula altera o sentido da frase? Parte I
3. A vírgula altera o sentido da frase? Parte II
4. A vírgula altera o sentido da frase? Parte III

Sintaxe:


  • Emprego da vírgula
1. Para separar os termos da mesma função:


"Vim, vi, venci."
2. Para isolar o vocativo:

João, onde está o livro?
E agora, Senhor?

3. Para isolar o aposto explicativo:


Lula, presidente do Brasil, mantém o hábito de viajar muito.

4. Para assinalar a inversão dos adjuntos adverbiais:


Por impulso instantâneo, toda a equipe comemorou.
Diante de todos os convidados, o casal disse sim.


Obs.: adjunto adverbial expresso por um simples advérbio, a vírgula é facultativa ainda que haja deslocamento:

Hoje, completamos mais um ano de vida.
Hoje completamos mais um ano de vida.

5. Para marcar a elipse do verbo:


Ele comeu churrasco e eu, peixe.
6. Nas datas:


Recife, 23 de novembro de 2000.

7. Nas construções onde o complemento verbal, por vir anteposto, é repetido por um pronome enfático (objeto direto / indireto => pleonástico):


A mim, ninguém me engana.
Ao pobre, não lhe devo. Ao rico, não lhe peço.

8. Para isolar certas palavras ou expressões explicativas, corretivas, continuativas, conclusivas, tais como “por exemplo, além disso, isto é, aliás, então...


Ele não quis estudar, ou melhor, fazer os exercícios.

9. Para separar as orações coordenadas ligadas pela conjunção "e", quando os sujeitos forem diferentes:


Veio a noite da feijoada, e João não havia se preparado.

10. Para separar as orações coordenadas ligadas pelas conjunções mas, senão, nem, que, pois, porque, ou pelas alternativas: ou...ou; ora...ora; quer...quer...


Alguns são muito ricos, mas não vivem felizes.
Ou o conhece, ou não.

11. Para isolar as conjunções adversativas porém, todavia, contudo, no entanto; e as conjunções conclusivas logo, pois, portanto.


Desceu do ônibus, contudo teve alguns problemas.
Não teve tempo de estudar, logo não há chances de aprovação.

12. Para separar as orações adverbiais, principalmente quando antepostas à principal:


Como estudou direito para o vestibular, passou para o curso de Direito.
Quando você vier, sairei de casa.

13. Para separar os adjetivos e as orações adjetivas de sentido explicativo:



O jardim, que está florido, será protegido durante a chuva.
As mulheres, loucas, procuraram a maquiagem.

Dúvidas? Escrevam nos comentários.
Prof. Eliane Vieira

Um comentário:

1. Serão removidos comentários ofensivos,obscenos, contendo gírias, palavras de calão ou estritamente publicitários.

2. Por favor, identifique-se,não serão mais permitidos comentários anônimos;

3. Use sua conta Google ou Open ID para comentar;