05 outubro 2009

Mecanismos de Coesão (Parte III)

coesão textual
Chegamos ao último post da série Mecanismos de Coesão. Se você não acompanhou as aulas anteriores sobre este assunto, recomendo as seguintes leituras:



Já falamos de dois tipos de mecanismos, hoje exporemos mais dois: coesão por conjunção e coesão lexical. Vejamos, a partir de agora, detalhadamente cada um deles:


3) Coesão por Conjunção: estabelece relações significativas entre os elementos ou orações do texto, por meio do uso de marcadores formais - as conjunções. Essas podem exprimir valor semântico de adição, adversidade, causa, tempo...
Perdeu as forças e caiu. (adição)
Perdeu as forças, mas permaneceu firme. (adversidade)
Perdeu as forças, porque não se alimentou. (causa)
Perdeu as forças, quando soube a verdade. (tempo)


Observe que todas as relações de sentido estabelecidas entre as duas porções textuais são feitas por meio dos conectores: e, mas, porque, quando.

4) Coesão Lexical: é obtida pela seleção vocabular. Tal mecanismo é garantido por dois tipos de procedimentos:


a) Reiteração: ocorre por repetição do mesmo item lexical ou por meio de hiperônimos, sinônimos ou nomes genéricos.


O aluno estava nervoso. O aluno havia sido assaltado. 
(repetição do mesmo item lexical)


Uma menina desapareceu. A garota estava envolvida com drogas.
(coesão resultante do uso de sinônimo)


Havia muitas ferramentas espalhadas, mas só precisava achar o martelo.
(coesão por hiperônimo: ferramentas é o gênero de que martelo é a espécie)


Todos ouviram um barulho atrás da porta. Abriram-na e viram uma coisa em cima da mesa.
(coesão resultante de um nome genérico)


Observação: nos exemplos acima, observamos que retomar um referente por meio de uma expressão genérica ou por hiperônimo é um recurso natural de um texto.
Muitos estudantes de concursos ou vestibulares perguntam se é errado repetir palavras em suas redações. A resposta é simples: se houver, na repetição, finalidade enfática você não será penalizado.
Todavia, a escolha dos recursos coesivos mais adequados deve ser feita, levando-se em consideração a articulação geral do texto e, eventualmente, os efeitos estilísticos que se deseja obter.


b) Coesão por colocação ou contiguidade: consiste no uso de termos pertencentes a um mesmo campo semântico.
Houve um grande evento nas areias de Copacabana, no último dia 02.
O motivo da festa foi este: o Rio sediará as olimpíadas de 2016.


Próxima aula teremos exercícios para consolidar tudo o que aprendemos, aguardem!
Até já,
Eliane Vieira

4 comentários:

  1. Obrigado. Seus esclarecimentos sobre o assunto foram bastante uteis.

    ResponderExcluir
  2. Professora, leia o email que te mandei relativo ao material de Linguistica Textual da Anhanguera em Niteroi.

    ResponderExcluir

1. Serão removidos comentários ofensivos,obscenos, contendo gírias, palavras de calão ou estritamente publicitários.

2. Por favor, identifique-se,não serão mais permitidos comentários anônimos;

3. Use sua conta Google ou Open ID para comentar;